Especial Ingmar Bergman: À Pala de Walsh (Parte I)

Especial Ingmar Bergman: À Pala de Walsh (Parte I)

"(...)o importante é perceber que o que para nós está disponível na obra do cineasta oficial da Suécia (que deu a ver ao resto do mundo como eram as paisagens e os modos daquele país que soubera resolver o problema do cidadão na sociedade, mas nunca o do indivíduo) é a capacidade de unir a História do cinema à História do ser humano, do primeiro choro à eternidade ou a esse estado que Bergman chamava de “non being” no qual nos transformamos depois da morte." Ver o post inteiro

«Girl» por Hugo Gomes

«Girl» por Hugo Gomes

Como um recente programa de culinária, o termo “receita com twist” pode muito bem ser aplicado nesta estreia no universo das longas por parte do jovem Lukas Dhont, que cita a sua anterior curta Corps Perdu (2012) como um corrimão de apoio para um inesperado bailado.  Ver o post inteiro

«Anna and The Apocalipse» por Jorge Pereira

«Anna and The Apocalipse» por Jorge Pereira

"(...) apesar deste aparente sentido mais comercial e destinado a jovens, o filme não tem medo de assumir como um splatter, ganhando inúmeros pontos e gargalhadas na sua primeira metade, antes de se transformar num conjunto um pouco repetitivo nas mortes, piadas e músicas." Ver o post inteiro

«Dogman» por Jorge Pereira

«Dogman» por Jorge Pereira

"Baseado numa história real, algo que se sente principalmente no macabro último terço, Dogman oferece um retrato humano e pesaroso de um homem que não se consegue impor na sociedade a não ser pela sua ligação ao tráfico. " Ver o post inteiro

DOUBLE BILL FILMIN #3

DOUBLE BILL FILMIN #3

Double Bill Filmin é uma rubrica quinzenal inspirada no fenómeno da indústria cinematográfica em que as salas de cinema exibiam dois filmes pelo preço de um. Double Bill dá a conhecer dois filmes a ver na plataforma de streaming Filmin. Dois Filmes, uma Filmin. Ver o post inteiro

«EM GUERRA» – UM CONFLITO INTERNO

«EM GUERRA» – UM CONFLITO INTERNO

"O mérito de “Em Guerra” está, em última análise, na sua mensagem pertinente nos dias que correm, onde o capitalismo dita as regras de um jogo amoral cuja única forma de vencer é abandoná-lo, como em “A Lei do Mercado” ou, então, morrer a tentar. Contudo, todo o esforço do realizador para trazer o peso do real para o filme sucumbe perante o artifício (...)" Ver o post inteiro

Tangerine por Paulo Portugal

Tangerine por Paulo Portugal

Tem aroma cítrico a comédia romântica do ano, literalmente, travestida por uma inesperada e tocante emoção. Ao seguir a deriva de uma menina transgender em missão de vingança por seu pimp a ter enganado com outra, Tangerine assume-se assim como um fruto proibido ainda que muito sumarento nesta sua assumida simplicidade. É claro que o facto de ter sido o primeiro filme feito com um iPhone (na verdade 3 iPhone 5s) conferiu-lhe o estatuto com que chegou a Sundance, iniciando aí uma longa e multipremiada digressão por alguns dos mais prestigiados festivais. Ver o post inteiro

The Florida Project - A Beleza na Fealdade do Mundo

The Florida Project - A Beleza na Fealdade do Mundo

De um lado da estrada, um parque de diversões mágico, onde os ricos vivem as suas aventuras e se perdem em fantasias. Do outro lado, ignorado e quase invisível, um motel degradado transformado em habitação. É esta a premissa de The Florida Project”, centrada em Moonee (Brooklynn Prince), uma criança de seis anos, e na sua jovem mãe Halley (Bria Vinaite), que adotaram este motel como a sua residência permanente. Ver o post inteiro

DOUBLE BILL FILMIN #2

DOUBLE BILL FILMIN #2

Double Bill Filmin é uma rubrica quinzenal inspirada no fenómeno da indústria cinematográfica em que as salas de cinema exibiam dois filmes pelo preço de um. Double Bill dá a conhecer dois filmes a ver na plataforma de streaming Filmin. Dois Filmes, uma Filmin. O segundo episódio da série centra-se em duas obras de Stéphane Brizé. Ver o post inteiro

Climax por Hugo Gomes

Climax por Hugo Gomes

Tu desprezaste I Stand Alone. Tu odiaste Irreversível. Tu espezinhaste Enter the Void. Tu amaldiçoaste Love. Agora experimenta Climax.”. Foi este o recado deixado pelo realizador aos jornalistas e críticos na véspera da estreia oficial, um filme na altura ainda mantido em perpetuo mistério (apenas era conhecida a protagonista, Sofia Boutella), que gerou um hype que movimentou centenas de curiosos. Ver o post inteiro

En Guerre (Em Guerra) por Hugo Gomes

En Guerre (Em Guerra) por Hugo Gomes

Em toda a sua narrativa, a batalha “campal” de Lindon é despojada de qualquer dramaturgia sobrejacente, tudo aqui é imposto e exposto como a graça de mimetizar o real em confundir atores com os não-atores, e através desse sistema ancorar numa certa pedagogia de à lá Laurent Cantet Ver o post inteiro

DOUBLE BILL FILMIN #1

DOUBLE BILL FILMIN #1

O Cinema 7ª Arte nos brinda com uma série de artigos especiais. Double Bill Filmin é uma rubrica quinzenal inspirada no fenómeno da indústria cinematográfica em que as salas de cinema exibiam dois filmes pelo preço de um. Double Bill dá a conhecer dois filmes a ver na plataforma de streaming Filmin. Dois Filmes, uma Filmin. Ver o post inteiro

«AKIRA» – A DIVINDADE ATÓMICA

«AKIRA» – A DIVINDADE ATÓMICA

“Akira” não gira apenas em torno de indivíduos que descobrem ser detentores de poderes sobre-humanos numa narrativa de ficção científica futurista marcada pela violência, centra-se na ordem existencial, no capitalismo, na corrupção do poder político, na religião, na tecnologia e na amizade, com um olhar crítico sobre a alienação da juventude e a ineficiência governamental, indiferente para com o perigo que o poder de Tetsuo representa. Ver o post inteiro

«COLD WAR» – A FOME CRÓNICA DAS IMAGENS GÉLIDAS

«COLD WAR» – A FOME CRÓNICA DAS IMAGENS GÉLIDAS

Em “Cold War” não existe um todo que possa agarrar o filme fazendo com que os fragmentos se transfiram uns para os outros, tornando-os solidários; os hiatos temporais narrativos não são ganho, mas antes uma diminuição na sua dinâmica rítmica; são perdas irreparáveis no élan que o impulsiona para o seu fim, e, por essa razão, são perdas de intensidade dentro de nós. Ver o post inteiro