Kenji Mizoguchi
  1. Kenji Mizoguchi

    Japão (1898 - 1956)

    9 títulos :separador disponível 6 prémios
    recebidos
Biografia

Kenji Mizoguchi nasceu em Tóquio, a 16 de Maio de 1898. Foi um dos realizadores japoneses mais conhecidos no Ocidente juntamente com Akira Kurosawa e Yasujirō Ozu. No início da sua carreira trabalha rápido, realiza adaptações de Eugene O'Neill, León Tolstói ou versões de filmes expressionistas Alemães. Deste modo, dirige mais de 70 trabalhos entre os anos 20 e 30, a maior parte dos quais se perdeu após a Segunda Guerra Mundial. A sua filmografia deste período está marcada pelo seu compromisso contra o totalitarismo para o qual caminhava o Japão e a problemática das prostitutas sempre presente nos seus filmes. Funda a produtora Daiichi Eida para poder manter a sua independência, no entanto, a produtora é encerrada quase em seguida. Segundo o próprio Mizoguchi, a sua primeira obra séria foi “As irmãs de Gion” (1936), com a qual alcançou um grande sucesso em termos de público. Consegue o Prémio do Ministério da Cultura com “O Conto dos Crisântemos Tardios” (1939), onde analiza o papel desvalorizado da mulher na sociedade Japonesa. Desenvolve também a sua teoria “uma cena/um plano”. O seu ajudante Hiroshi Mizutani convence-o a usar câmaras com grandes angulares.Durante a guerra realizou filmes de propaganda para a produtora mais importante do Japão, Shochiku. Morre no ano de 1956.

Prémios do seus filmes

Os seus títulos online