8,3

Timbuktú

· 92min.

História de uma família de pastores no deserto aos arredores de Timbuktu, agora governada por fundamentalistas religiosos...
Indisponível no teu país

Sobre o filme

Não muito longe de Timbuktu, agora governada por fundamentalistas religiosos, Kidane vive no deserto com a mulher Satima, a filha Toya e Issan, um pastor de doze anos.
Na cidade, as pessoas sofrem com o regime de terror imposto pelos fundamentalistas. A música, o riso, os cigarros e o futebol foram banidos. As mulheres tornam-se sombras, mas resistem com dignidade. Todos os dias, os tribunais improvisados decretam leis e sentenças absurdas e trágicas. Kidane e a família têm sido poupados ao caos que reina em Timbuktu. Mas o seu destino muda quando Kidane mata acidentalmente Amadou, o pescador que matou GPS, a vaca preferida da sua manada. Kidane terá então de enfrentar as leis dos ocupantes fundamentalistas.

Prémios e nomeações

Áudio e legendas

Versão original com legendas em português
Áudio Original • Legendas Português

Mais informação

Título original:
Timbuktu
Género:
Drama
Nacionalidades:
França, Mauritânia
Estreia no cinema:
28-05-2015
Bilheteira: 26 775,86 €
Espetadores: 5.602
10

"The film's criticism isn't primarily rooted in satire, but rather in fury and condemnation for those who seek to be gods while shamefully feigning to follow and praise one god."

Chris Cabin de Slant Magazine

10

"Una sorprendente y delicada maravilla. Con un depurado sentido del humor el director acierta al diseccionar con una crudeza inédita el salvajismo estúpido de cualquier fe impuesta a martillazos."

Luis Martínez de El Mundo

10

"Abderrahmane Sissako's latest is a brilliant portrait of a place ruled by religion and a people traumatised by division"

Peter Bradshaw de The Guardian

9

"Una historia llena de sencillez y de terrible realidad. No carga la mano el director, pues la mera descripción de lo cotidiano es ya espeluznante."

E. Rodríguez Marchante de ABC

9

"Abderrahmane Sissako confirms his status as one of the true humanists of recent cinema with this stunningly shot and deeply empathetic drama."

Jay Weissberg de Variety