Parasitas
Parasitas

Parasitas

Gisaengchung (Parasites)

Áudio e legendas

Versão original com legendas

  • Áudio Coreano
  • Legendas Português
Nacionalidade

Coreia do Sul

Ano de produção

2019

Género

Drama

Estreia no cinema

26-09-2019

Sobre o filme

Ki-taek tem uma família unida, mas estão todos desempregados e as suas perspectivas futuras são negras. O filho Ki-woo é recomendado por um amigo – que frequenta uma prestigiosa universidade – para dar explicações bem pagas, o que vem desencadear a esperança de um rendimento regular na família. Portador das expectativas familiares, Ki-woo dirige-se à casa dos Park para uma entrevista de trabalho. Chegado à casa do Sr Park – dono de uma empresa global de tecnologia informática – Ki-woo conhece Yeon-kyo, a bela e jovem dona da casa. Este primeiro encontro entre as duas famílias vai provocar uma imparável cadeia de incidentes.

realização

Bong Joon-ho

Títulos parecidos

Como avalias este filme?

Este foi o último filme que vi no cinema antes da pandemia do vírus. Foi um bom até já às salas de cinema. Fui ver para saber a razão de ter sido escolhido para Óscar de melhor filme, e foi uma boa escolha. É um dos melhores filmes que vi recentemente. Muito bom mesmo!

29 Março 2020 (Editado)

Filme diferente. Bem engendrado. Não conseguimos parar de ver... Mesmo sabendo que o crime não compensa. Mostra bem o quanto tem de mau o ser humano. Brinca com os tiques dos ricos e com o seu desprezo pelos mais pobres. Leva-nos a pensar na Miséria Humana e a falta de valores.

22 Fevereiro 2020 (Editado)
10.0

"Um pouco à moda de Hitchcock ou Chabrol, a quem o realizador coreano teve a elegância de prestar homenagem, quando recebeu o seu prémio, Bong Joon Ho consegue, com PARASITAS, uma espécie de tour de force: um filme totalmente límpido e ao mesmo tempo, complexo e misterioso."

Thierry Jousse de Les Inrockuptibles

10.0

"Tal como as obras-primas SALINUI CHUEOK [MEMORIES OF MURDER], THE HOST – A CRIATURA e MOTHER – UMA FORÇA ÚNICA, PARASITAS é um filme que angustia. É imprevisível, agitado por neuroses e pejado de incertezas."

de Cahiers du Cinema

9.0

"The impotent rage he feels about that spills into every frame of this incredible film, and leaves us all a little richer as a result."

David Ehrlich de Indiewire

9.0

"Shifts tonal gears in total service of its class politics, infecting the film's breezy dark-comedy with notes of rage and melancholy."

A.A. Dowd de AV Club

8.5

"Bong regressa de forma brilhante, mas está indiscutivelmente indignado, e o impacto é forte porque espelha mesmo a realidade, de forma tão global, tão 2019."

de Variety