7,1

Mediterrânea

· 106min.

Dois homens, uma perigosa viagem de África para Itália. Comovente e poderoso, baseado em histórias reais: um olhar chocante sobre a luta dos refugiados pela vida.
Indisponível no teu país

Sobre o filme

Dois homens, uma perigosa viagem de África para Itália: um olhar chocante sobre a luta dos refugiados pela vida.
Esta primeira obra de Jonas Carpignano é a história de dois jovens de Burkina Faso, Ayiva e Abas que, em busca de uma vida melhor, fazem a difícil e arriscada travessia do deserto do Sahara e Mar Mediterrâneo para chegar a Itália. A realidade que encontram acaba por ser bem mais problemática do que imaginavam.
Comovente e poderoso, este filme baseado em histórias reais, estreou na Semana da Crítica do Festival de Cannes e foi finalista do Prémio Lux de Cinema Europeu 2015.

Realização e elenco

Realização:
Jonas Carpignano

Prémios e nomeações

Áudio e legendas

Versão original com legendas
Áudio Varios

Mais informação

Título original:
Mediterranea
Género:
Drama
Nacionalidades:
Itália, França, Estados Unidos, Alemanha
Estreia no cinema:
14-01-2016

Títulos parecidos

Argumento básico e previ'sivel. Erro crasso na forma como apresenta o protagonista algures nos primeiros 10 minutos ao mudar completamente o guarda-roupa do mesmo - gerando confusao. Um aspecto positivo: a forma como o foi filmado.

(Editado)

Abordagem do tema da imigração através da travessia de dois homens africanos para Itália...evidencia questões muito pertinentes,mas podia ter mais profundidade no desenvolvimento das personagens...Interessante!

(Editado)

Acompanhamos a história de dois migrantes africanos a caminho da Europa. A narrativa não foge muito ao que estamos habituados a ver sobre a temática, no que toca à descriminação e às dificuldades que fazem parte do dia-a-dia destas pessoas. Não há muita acção, parece um documentário em certas ocasiões, e fazia falta, no meu ver, um background mais sólido para as personagens principais, mais concretamente em relação à ligação com a família que ficou para trás. Vale pela mensagem que transmite.

(Editado)

O filme revela-nos uma dimensão realista e quiçá mais obscura que a realidade conhecida da nova imigração para a Europa. Coloca-nos bem dentro do tornado de drama, angústia e delito de uma problemática que se tende a ignorar.

A dificil situação dos imigrantes e a vida precária dos habitantes dos subúbrios do sul da Itália. As cores dominantes são escuras, como na madrugada e ao anoteicer, a rapresentar um trabalho continuado, exasperante, talvez a única forma para sobreviver.