Feios, Porcos e Maus
Feios, Porcos e Maus

Feios, Porcos e Maus

Brutti, sporchi e cattivi

Áudio e legendas

Versão original com legendas

  • Áudio Italiano
  • Legendas Português
realização

Ettore Scola

Nacionalidade

Itália

Ano de produção

1976

Estreia no cinema

30-07-1977

Sobre o filme

Giacinto vive com a mulher, os dez filhos e outros familiares numa barraca nos arredores de Roma. Tendo ficado sem um olho num acidente de trabalho, recebeu dinheiro da seguradora; dinheiro que faz questão de esconder da família, que o está sempre a tentar roubar. Quando Giacinto decide que a amante vai passar a viver em sua casa, e a partilhar a cama com a sua mulher, a lógica familiar torna-se ainda mais complicada.

Prémio Para a Melhor Realização no Festival de Cannes de 1976 "Feios, Porcos e Maus" confirmou Ettore Scola como um dos mais inspirados cineastas italianos dos nossos dias. Na verdade Scola é um dos mais nostálgicos continuadores da grande sátira social ao mesmo tempo que soube reinventar e evocar de forma notável toda a tradição poética, neo-realista e romanesca do cinema italiano. Debruçando-se sem paternalismos, análises sócio-políticas ou mesmo juízos morais, em "Feios, Porcos e Maus" Scola constrói uma sátira espantosa, hilariante, mordaz, sórdida, desconcertante e absolutamente amoral sobre o cruel e alucinante quotidiano de uma miserável família romana "das barracas".

Realização e elenco

Foto de perfil por defeito de um utilizador que não fez login
Os comentários depreciativos e os spoilers serão moderados. Se tens alguma queixa escreve-nos para ola@filmin.pt
  • Roger Ebert

    de Chicago Sun Times

    Ettore Scola's "Down and Dirty" positions itself somewhat uneasily in one of the squatters' settlements ringing Rome, and his ragtag family lives in its tarpaper shack like a cross between the hillbillies of Erskine Caldwell and the urban refugees in Kurosawa's "Dodes'ka-den."

    7.0 7.0
  • Roger Ebert

    de Chicago Sun Times

    Ettore Scola's "Down and Dirty" positions itself somewhat uneasily in one of the squatters' settlements ringing Rome, and his ragtag family lives in its tarpaper shack like a cross between the hillbillies of Erskine Caldwell and the urban refugees in Kurosawa's "Dodes'ka-den."

    7.0 7.0