7,9

Anos 90

· 82min.

Em plena década de 90, Stevie, com 13 anos, descobre o skate e aprende lições de vida com um novo grupo de amigos.
Indisponível no teu país

Sobre o filme

Aos 13 anos, Stevie tenta desfrutar do início da adolescência, ao mesmo tempo que tenta esquecer o relacionamento abusivo com o irmão mais velho. Em plena década de 90, descobre o skate e aprende lições de vida com um novo grupo de amigos.

Realização e elenco

Realização:
Jonah Hill

Prémios e nomeações

Áudio e legendas

Versão original com legendas em português
Áudio Inglês

Mais informação

Título original:
Mid 90s
Géneros:
Comédia, Drama
Nacionalidade:
Estados Unidos
Estreia no cinema:
26-10-2018

Um bom retrato da cena skater dos anos 90, bastante credível e despretensioso. Emocionante a forma como nos deixamos tocar pelas vidas destes rapazes, que têm tanto de jovens rebeldes, como de sonhadores. Em última análise, creio que o filme Anos 90 é sobre a amizade, como esta surge através de interesses comuns, neste caso o skate, e como se intensifica com a experiência de situações limite. Se forem como eu, é possível que fiquem um pouco desiludidos no final, mas só porque gostavam que durasse mais tempo.

Sem pretenções, nem artimanhas.: um "What you see is what you get" caloroso, que nos coloca dentro deste pequeno grupo de amigos durante aquilo que parecer ser algumas semanas, ou um verão. Pertencer vs não pertencer, familia vs amigos, sonhos vs realidade; aprender, crescer. Um filme que brilha pela sua simplicidade e pela credibilidade absoluta de todos os jovens que deram alma a estas personagens. Bravo.

8

"Jonah Hill’s directorial debut, mid90s, is a beaut. Like American Graffiti and Lady Bird, it has a unique quality of feeling at once deeply felt, textured and personal like a drama yet with enough distance and precise observation to obtain an almost documentary objectivity... Graced with beautifully naturalistic performances by its young cast, the film is at its best just hanging out with these kids (there’s a killer debate about parents and oral sex). This assemblage of little moments might not seem much but they build into a telling picture of young LA manhood on an unvarnished, candid level. There’s little here that hasn’t been covered by countless teen movies but Hill manages to add details and twists that make it feel fresh."

Ian Freer de Empire

8

"Hill, working with the cinematographer Christopher Blauvelt, the production designer Jahmin Assa and the composers Trent Reznor and Atticus Ross, aims for maximum authenticity of look, sound and language. The frame is boxy, the visual texture filmy and rough (it was shot on super 16 millimeter), the musical cues impeccably curated and the dialogue full of casual racism, misogyny and homophobia… Beneath its posturing and profanity, “Mid90s” has some after-school special in its DNA, which I don’t mean as a knock. It’s a movie about making choices in tough circumstances, and for the most part Hill makes pretty good ones."

A.O. Scott de The New York Times

6

"Mid90s is an exercise in nostalgia, a paean to adolescence and that sudden sense of liberation. But peer through the weed haze and you’ll also find a quietly brutal, occasionally problematic, story of loneliness and self-harm. Shot on 16mm film with a retro 4:3 aspect ratio by Christopher Blauvelt, it’s grainy and naturalistic – a kind of cross between Richard Linklater’s Slacker and Larry Clark’s Kids, but with added profanity... is an effective time capsule, buoyed by one of the best soundtracks of the year (Pixies, Morrissey, Nirvana) and some wonderfully natural performances."

Patrick Smith de Independent