A Nossa Loucura
A Nossa Loucura

A Nossa Loucura

Our Madness

Áudio e legendas

Versão original com legendas em português

realização

João Viana

Ano de produção

2018

Género

Drama

Sobre o filme

Lucy está internada num hospício em Moçambique. Sonha com o seu filho Hanic e o marido Pack, soldado numa zona de guerra ao norte do país. Lucy toca um instrumento musical curioso: a própria cama. Aquela virtuosidade musical atrai a atenção das enfermeiras. Um dia a música passa num programa da Rádio Moçambique e Rosa Mário, pastora evangélica, vai ao hospital para conhecer a interprete da canção. Mas Lucy interpreta a visita da pastora como uma bela oportunidade para dar de frosques com a cama e tudo.
A partir da loucura diagnostica a Lucy, internada num hospício em Moçambique, João Viana aproveita para explorar nesta longa-metragem os fantasmas da colonização, da guerra, da ganância e do capitalismo que assombram o continente africano.
Um hospício em Maputo é o ponto de partida para uma reflexão sobre uma loucura colectiva, explorando os fantasmas da guerra, colonização e capitaliso que assombram todo um continente.

Realização e elenco

Títulos parecidos

Como avalias este filme?

No comments

6.0

"Our Madness, “a nossa loucura”, é um filme mais ambicioso (em termos de estrutura, em termos, até, de acutilância estética), e é também um filme mais conseguido — entre o mito e realidade, é uma evocação, por vezes sonâmbula, por vezes onírica, de uma “história geral” africana, dos séculos de colonialismos, das décadas de guerras civis e violência generalizada. A ambiguidade do título (“nossa”, de quem?), que também se justifica pelo lugar que serve de ponto de partida narrativo (um manicómio em Maputo), é sobretudo retórica: a “loucura” é colectiva, é histórica, é de todos, europeus e africanos, colonizadores e (pós-)colonizados."

Luís Miguel Oliveira de Ípsilon - Público