45 Anos
45 Anos

45 Anos

45 Years

Áudio e legendas

Versão original com legendas

  • Áudio Inglês
  • Legendas Português
realização

Andrew Haigh

Nacionalidade

Reino Unido

Ano de produção

2015

Género

Drama

Estreia no cinema

31-12-2015

Sobre o filme

Casados há 45 anos e sem filhos, Kate e Geoff Mercer preparam-se para celebrar o seu aniversário de casamento com uma festa, quando Geoff recebe uma carta que abala o casal. A carta, vinda da Suíça, informa-o de que foi descoberto um cadáver: o de Katya, a mulher com quem ele namorou antes de Kate, que faleceu ao cair numa fissura de um glaciar, quando o casal andava a caminhar numas férias em 1962. Embora Kate continue a preparar a festa e o casal partilhe alguma emoção romântica quanto a isso, ela fica cada vez mais perturbada pela preocupação de Geoff com Katya. À medida que se aproxima a data do aniversário de casamento, o casal mergulha cada vez mais no seu passado, pondo o seu futuro em causa.

Prémios
O meu estado de espírito...

Realização e elenco

Títulos parecidos

Como avalias este filme?

9.0

"Andrew Haigh, 42 anos, cineasta britânico, começa a revelar-se um envolvente pintor de paisagens conjugais. Em Weekend (2011), longa-metragem anterior, e agora em 45 Anos, que se estreia esta quinta-feira, os casais estabilizam os seus equilíbrios no interior, mas as janelas mostram que uma verdade ecoará de forma profunda lá fora. O que se passa quando o exterior invade o interior? A revelação é silenciosa; as paisagens nestes filmes não dão outra hipótese (...) "

VASCO CÂMARA de Ípsilon - Público

8.6

"Não é a responsabilidade da ficção ser justa, mas contar a verdade sobre vidas humanas em circunstâncias particulares. O homem jovem e a Katya não representam uma forma de vida melhor do que o homem velho e Kate. Mas, injustamente nesta competição, têm juventude, paixão, romance do seu lado, enquanto o coração de Kate se parte e reclama o valor de muitos anos de amor e companheirismo nos quais o passado romântico irrompe sem piedade, tal como uma avalanche." Afinal, terrorífico ou não, "45 anos" relembra que a vida só está resolvida quando acaba – e isto pode ser uma avalanche de possibilidades ou de pesadelos (...)"

Expresso de Expresso

8.6

"Todos os pretextos são bons para ver rever Charlotte Rampling, uma das actrizes cruciais na passagem do expressionismo pós-método para o impressionismo minimal de Anthony Hopkins ou de Tom Courtenay, o seu parceiro de filme. O ponto dramático é a turbulência interior de um casal na semana que desemboca no 45º aniversário do seu casamento. Uma carta enviada a Geoff (Courtenay) irá ameaçar as fundações de décadas de relacionamento com Kate (Rampling), num “pas de deux” centrado nas figuras femininas em que o terceiro elemento é decisivo. Do inverno do descontentamento deles surge, quase imperceptível, um dos melhores filmes do ano."

Pedro Marta Santos de Sábado