Vizinhos
Vizinhos
Vizinhos

Vizinhos

Temporadas disponíveis

Série completa

Áudio e legendas

Versão Portuguesa

realização

Álvaro Siza

Nacionalidade

Portugal

Ano de produção

2016

Sobre a série

Há 30 anos, o arquitecto Álvaro Siza foi convidado para projectar quatro bairros de habitaçãosocial em quatro cidades da Europa: Porto, Haia, Berlim e Veneza. Em 2016, o PrémioPritzker Álvaro Siza revisitou os bairros, entrou nas casas dosmoradores, conversou com eles, ouviu elogios e desabafos. A variedadedos habitantes dos bairros sociais mostra a diversidade da Europa dehoje. ‘Vizinhos’ é umconjunto de quatro documentários, realizados no Bairro da Bouça -Porto, em Schilderswijk - Haia, na Giudecca -Veneza e no BonjourTristesse - Berlim, onde se revela a relação de vizinhança queexiste em cada bairro e a forma como os moradores acolhem, debatem,questionam o Pritzker Álvaro Siza. Os quatro documentáriosrealizados pela SIC fizeram parte da exposição na Bienal deArquitetura de Veneza que decorrerá no Campo di Marte, Giudecca,Veneza, de 28 de Maio a 27 de Novembro de 2016.
1. O projeto de habitação social , de Álvaro Siza no Porto , o Bairroda Bouça, foi iniciado logo após o 25 de Abril, integrado noprograma SAAL. O objectivo era retirar pessoas que viviam emcondições precárias nas chamadas “ilhas” do Porto. Hoje já éhabitado por novos moradores, arquitectos, médicos, mas para osprimeiros habitantes, a Revolução de 1974 é celebrada como osímbolo do acesso a uma nova casa. 
2. Ao longo de décadas a Holanda tem recebido milhares de imigrantes. Noprojecto de Álvaro Siza em Haia, multiplicam-se as nacionalidades. Oarquitecto encontrou nas casas que projectou, um casal de angolanosque vive há 10 anos em Haia. 
3. O Muro de Berlim ainda estava de pé quando Álvaro Siza projecta umedifício e outros equipamentos na cidade então dividida pela GuerraFria, no início dos anos 80. Entre habitantes alemães e uma vastacomunidade turca, o arquitecto ergue um edifício que acabou porficar marcado por um graffiti colocado durante a noite no topo doprédio: Bonjour Tristesse. Hoje o edifício é um exemplo degentrificação, seduz novos arquitectos e profissionais liberais,atraídos pela obra de Álvaro Siza, projectada como habitaçãosocial. O Bairro de Kreuzberg mudou, tornou-se um pólo de atracçãopara turistas e vida nocturna. Álvaro Siza encontrou entre osmoradores do Bonjour Tristesse turcos e alemães seduzidos pela artedo Prémio Pritzker português. 
4. Nos anos 80 foi o escolhido para traçar um plano de  para a ilha da Giudecca, frente ao centro histórico de Veneza. Um projeto de linhas sóbrias entre os palácios e as igrejasde Veneza, junto a edifícios de dois grandes arquitetos italianos: Carlo Aymonino e Aldo Rossi. Na visita que fez aos moradores doedifício construído em Campo di Marte, Álvaro Siza deu explicações sobre as suas opções arquitetónicas, ouviu elogios e inquietações.

Realização e elenco

Como avalias esta série?

No comments