José Barahona

Portugal · 1969

Realizador · 3 títulos :separador disponível · 2 prémios recebidos

Biografia

Realizador, técnico de som, argumentista e produtor português. Formou-se em Lisboa na Escola Superior de Teatro e Cinema, tendo completado os seus estudos em Cuba (Escuela Internacional de Cine e TV de San Antonio de Los Baños), e Nova Iorque ( New York Film Academy). Em 2003 licenciou-se em Realização na Escola Superior de Teatro e Cinema. Paralelamente trabalhou como Técnico de Som desde 1992 em diversas longas metragens, curtas, e documentários. Em 2013 tornou-se sócio da produtora brasileira Refinaria Filmes e foi programador e produtor da Mostra Cinema Português Contemporâneo que acontece anualmente em várias cidades brasileiras como São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, entre outras.Dos seus trabalhos mais recentes como realizador destacam-se Buenos Aires Hora Zero, 2004, a curta metragem de ficção Pastoral, 2004, premiada no Fantasporto e nos Caminhos do Cinema Português, em Coimbra, o documentário Milho, premiado no CineEco 2009 em Seia e o filme O manuscrito perdido, Prémio TV Brasil de Melhor Longa-metragem na 15ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico, no Rio de Janeiro, entre outros, com várias exibições em festivais, mostras e canais de televisão.Em 2012 publica o livro O manuscrito perdido pelo selo Tordesilhas da Editora Alaúde com textos e fotos do filme e um diário de filmagens, revelando o caminho até o manuscrito. O prefácio é de Nelson Pereira dos Santos.Estreou em 2016 agora a sua primeira longa-metragem de ficção Estive em Lisboa e Lembrei de Você, adaptação do romance homônimo de Luiz Ruffato, em 12 cidades no Brasil, e em Portugal, depois de um percurso por vários festivais. O filme ganhou os prémios Cineuphoria em Portugal de Melhor ator, prémio do público, melhor argumento e melhor música. Estreia em 2018 o filme Alma clandestina e prepara o documentário Nheengatu.

Prémios do seus filmes

Os seus títulos online