6,9

O Congresso

· 118min.

Baseado na novela de ficção científica do génio Stanislaw Lem, esta jóia de animação é o retrato de um mundo que se dirige inevitavelmente em direção à irrealidade.
Indisponível no teu país

Sobre o filme

Robin Wright, interpretando-se a si própria, recebe uma oferta de um estúdio importante para vender a sua identidade cinematográfica: ela será digitalizada e serão criados vários clones digitais seus que podem ser usados sem restrições em qualquer filme de Hollywood – mesmo os mais comerciais e que a atriz no passado recusara fazer. Em troca, Robin receberá uma avultada quantia, e o estúdio promete-lhe que fará com que o seu clone digital nunca envelheça e fique jovem para sempre. Mas mais importante que isso, com esse dinheiro, Robin poderá ajudar o filho que sofre de uma doença rara. O contrato será válido por 20 anos.

Realização e elenco

Realização:
Ari Folman

Prémios e nomeações

Áudio e legendas

Versão original com legendas em português
Áudio Original • Legendas Português

Mais informação

Título original:
The Congress
Nacionalidades:
Israel, Alemanha, Polônia, Luxemburgo
Estreia no cinema:
13-03-2014
Bilheteira: 6 433,14 €
Espetadores: 1.527

Sem avaliações

10

"Inabarcable en su incontinencia narrativa, plástica y conceptual, 'El Congreso' escapa a la mayoría de leyes del cine contemporáneo (...) Lo mejor: Robin Wright y todo lo demás."

Manuel Yáñez de Fotogramas

10

"A wholly original and thoroughly surprising fusion of sensory overload and liberal philosophy bound to confuse and provoke in equal measures."

Eric Khon de Indiewire

9

"Un espectacular homenaje al cine y a la canibalización de su estrellas, con una parte animada puramente expresionista y otra de imagen real donde Robin Wright enamora a la cámara."

Pablo González Taboada de Cinemanía

9

"Descabellada, febril, irresistible y... un desastre. Todo junto. Pero, ¿es buena o es mala? Respuesta: no existe, no es una película, es otra cosa. Y eso, aunque sólo sea porque nos hace dudar, es bueno. Mucho incluso."

Luis Martínez de El Mundo